Obrigado, Perdão Ajuda-me

Obrigado, Perdão Ajuda-me
As minhas capacidades estão fortemente diminuídas com lapsos de memória e confusão mental. Esta é certamente a vontade do Senhor a Quem eu tudo ofereço. A vós que me leiam rogo orações por todos e por tudo o que eu amo. Bem-haja!

sexta-feira, 13 de agosto de 2021

Mudar a primeira fralda e cortar as unhas ou a alegria de se ser avô

Há vinte e dois anos nesta data, desmistificando os supersticiosos, pois era sexta-feira treze, nasceu o meu neto mais novo. Desse dia tenho várias memórias, uma primeira de arrependimento, foi de haver cortado brusca e mal educadamente uma conversa com um sacerdote italiano (scusatemi Don Vincenzo ma era in fretta) movido pela pressa de ir visitar a minha filha e ver o meu neto na Maternidade do Hospital de Santa Maria, mas há duas que dificilmente me esquecerei e que gozosamente recordo, ter-lhe mudado a primeira fralda e ter-lhe cortado as unhas que estavam muito
grandes. Esta segunda experiência confirmou-me a importância da concentração e a firmeza na intenção de o fazer sem ferir o recém nascido, o que com a graça de Deus foi conseguido.

O Henrique tem múltiplos dons além de ser extremamente dócil e meigo, é parte essencial da minha vida e espero com a ajuda de Deus poder continuar a ajudá-lo no seu processo de crescimento e na sua aprendizagem da vida e da sociedade.

Parabéns miúdo 'love you'!

JPR
(texto escrito em 2015 e republicado com alterações de pormenor)

As bem-aventuranças

«(…) as Bem-Aventuranças são sinais que indica a estrada também à Igreja; esta deve reconhecer nelas o seu modelo, indicações do seguimento importantes para todo o fiel, embora o sejam de modo diferente segundo as várias vocações».

(“Jesus de Nazaré” – Joseph Ratzinger / Bento XVI)

As bem-aventuranças estão no coração da pregação de Jesus. O seu anúncio retorna as promessas feitas ao povo eleito, desde Abraão. A pregação de Jesus completa-as, ordenando-as, não já somente à felicidade resultante da posse duma terra, mas ao Reino dos céus:

«Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos céus.
Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.
Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a tema.
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus.Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por amor da justiça, porque deles é o Reino dos céus.Bem-aventurados sereis, quando, por minha causa, vos insultarem, vos perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal de vós. Alegrai-vos e exultai, pois é grande nos céus a vossa recompensa» 
(Mt 5, 3-12).

(Catecismo da Igreja Católica § 1716)

Nossa Senhora de Fátima - dia da celebração da 4ª Aparição que de facto ocorreu a 19 de Agosto


A 19 de Agosto, a aparição deu-se no sítio dos Valinhos, a uns 500 metros do lugar de Aljustrel, porque, no dia 13, os pastorinhos tinham sido aprisionados levados pelo Administrador do Concelho, para Vila Nova de Ourém.