N. Sra. de Fátima

N. Sra. de Fátima
Fátima 2017 centenário das aparições de Nossa Senhora, façamos como Ela nos pediu e rezemos o Rosário diariamente. Ave Maria cheia de graça… ©Ecclesia

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Comunismo

Os sistemas comunistas fracassaram por causa do seu falso dogmatismo económico. Mas passa-se por alto com demasiada complacência o facto de que naufragaram principalmente pelo seu desprezo dos direitos humanos, pela sua subordinação da moral às exigências do sistema e às suas promessas de futuro. A verdadeira catástrofe que provocaram não é de natureza económica; consiste na secura das almas, na destruição da consciência moral. Vejo isto como um problema essencial do momento presente [...]: ninguém põe em dúvida o naufrágio económico [do comunismo], e por isso os ex-comunistas, sem duvidar um só momento, fizeram-se liberais em economia. Mas a problemática moral e religiosa, o problema de fundo, permanece quase que totalmente posto de lado.

A problemática deixada atrás de si pelo marxismo continua a existir hoje: a dissolução das certezas primordiais do homem sobre Deus, sobre si mesmo e sobre o universo. Esta dissolução da consciência dos valores morais intangíveis é o nosso problema neste exato momento.

(Cardeal Joseph Ratzinger in ‘Fundamentos espirituales de Europa’)

1 comentário:

Maré alta disse...


Gostei deste post.
Uma verdade o que acabo de ler.
O comunismo ainda é pior que liberalismo .
Porquê?
Em nome de uma ideologia vazia, fracassada, que poêm em causa os valores e as verdades de Deus.
Primeiro colocam em causa o modelo do liberalismo.
Mas para poderem sobreviver transformam-se em neoliberais nas instituições onde detém algum poder, por exemplo, algumas autarquias.
Depois temos a figura do comunista católico. Uma figura recente.
Qualquer coisa híbrida que não se sabe o que é.
Mas como sabemos uma coisa anula a outra. São coisas incompatíveis!
Como sempre Bento XVI coloca o dedo na ferida através de uma reflexão.
Cordialmente
Maré alta