N. Sra. de Fátima

N. Sra. de Fátima
Fátima 2017 centenário das aparições de Nossa Senhora, façamos como Ela nos pediu e rezemos o Rosário diariamente. Ave Maria cheia de graça… ©Ecclesia

quarta-feira, 17 de maio de 2017

O essencial é Jesus Cristo

No amor a Cristo, à Igreja e no respeito à Sagrada Eucaristia e no Evangelho deveremos estar unidos com as mesmas intenções, mas tal não implica que os católicos tenham de se apresentar e participar na Santa Missa em coreografia universal, provavelmente muito bonita de se ver, mas que em nada asseguraria a devoção, o verdadeiro envolvimento dos fiéis e os respeito pela cultura religiosa de cada país.

Há regras base de comportamento dos celebrantes e dos fiéis bem definidas pela Igreja, mas outras variam segundo a tradição de país para país. Porque é que um católico que não faça a genuflexão durante a consagração, há-de ser menos devoto do que eu que a faço, se na tradição da sua comunidade tal não se pratica?

Com tanta coisa relevante com que nos preocupar e que merecem toda a nossa atenção e esforço, e.g.: a defesa da vida, a defesa da família, a violência física e moral sobre os cristãos, a falta de valores éticos e morais, apegarmo-nos a criticar por que A celebra assim, B não se ajoelha é certamente uma forma muito ineficaz de servir o Senhor.

Pessoalmente gosto de participar na Santa Missa aonde haja, por exemplo, um crucifixo no centro do altar, mas se tal não suceder, estar com o Senhor, celebrar a Sua Paixão e Ressurreição é de facto o mais importante, ou seja, desde que nada seja herético ou desvirtue o preceituado pela Igreja a minha concentração está praticamente na sua totalidade em Deus e na Sua presença no Corpo e Sangue de Cristo.

Que Deus nos ajude a não ser fundamentalistas e a amá-Lo sem preconceitos em relação ao próximo, participando e vivendo a Santa Missa sobretudo com amor, respeito e entrega.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo…

JPR

Sem comentários: