Natal

Natal
Vinde, Senhor Jesus! Estamos ansiosos pela vossa chegada para proclamarmos de novo o nascimento do Filho de Deus Pai

quinta-feira, 23 de março de 2017

Reflexões Quaresmais

Estátua do Santo Cura d'Ars apontando o caminho
Quaresma – 22ª Reflexão

Nesta caminhada quaresmal, trazes ao meu coração a obediência.

Colocas-me a mão sobre os ombros e caminhando juntos, dizes-me:
Sabes, meu filho, como a obediência é uma virtude hoje em dia mal percebida, vista quase como um sinónimo de fraqueza.
E não é assim! A obediência dos filhos de Deus, a obediência do ser Igreja, exige pelo contrário, uma força e uma coragem empenhadas e constantes.
Mas não é uma obediência cega, mas sim uma obediência de confiança no amor de Deus e como tal uma obediência de amor e por amor. Por isso mesmo, é iluminada e fortalecida pelo Espírito Santo que se derrama em vós.
E dessa obediência vem a paz, a serenidade, a confiança, a esperança, a salvação, enfim o amor na sua plenitude.
Repara que foi por obediência de amor ao Pai e por amor a vós, que Me entreguei totalmente por ti e por todos os outros, e por isso mesmo, dessa obediência veio a libertação da lei do pecado que conduz à morte, dessa obediência veio a Salvação para ti e para todos.

Fito-Te nos Teus olhos amorosos e peço-Te:
Ensina-me, Senhor, a obediência.
Não a obediência cega, sem sentido, mas a obediência de amor, por acreditar que nada do que me pedes vai para além das forças que me dás e, sobretudo, porque essa obediência é sempre o melhor para mim e para os outros, no caminho da salvação que por Tua graça nos dás.

Obrigado, Senhor, pela virtude da obediência.

Monte Real, 3 de Março de 2016

Joaquim Mexia Alves na sua página no Facebook

Sem comentários: