N. Sra. de Fátima

N. Sra. de Fátima
Fátima 2017 centenário das aparições de Nossa Senhora, façamos como Ela nos pediu e rezemos o Rosário diariamente. Ave Maria cheia de graça… ©Ecclesia

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Natal e Solenidade da Mãe de Deus Festas santas

Estamos no Natal e, com o nosso Padre, afirmo: os diversos factos e circunstâncias que rodearam o nascimento do Filho de Deus vêm-nos à memória e o olhar detém-se na gruta de Belém, no lar de Nazaré. Maria, José, Jesus Menino ocupam de modo muito especial o centro do nosso coração. Que diz, que nos ensina a vida, simples e admirável ao mesmo tempo, desta Sagrada Família? [1]
Estas palavras ajudam a situar-nos no clima próprio de umas festas tão santas. Demoramo-nos a contemplar, uma vez e outra, sem nos cansarmos, o nascimento do Senhor. Gostaríamos de ir cada vez mais ao fundo deste maravilhoso mistério, mas ficamos sempre aquém: o amor de Deus pela humanidade, por cada uma e cada um de nós, é realmente inabarcável. Por isso, a nossa atitude é de constante agradecimento ao Senhor: baixou-se ao nível da nossa pobre condição para nos livrar das nossas misérias e nos elevar à condição de filhos de Deus. Na véspera do Natal, líamos na oração coleta da Missa: vem, Senhor, e não tardes, para que a Tua vinda console e fortaleça os que esperam tudo do Teu Amor [2]. E nada mais natural do que sentir que nos responde, a cada um, como Ananias a Paulo: quid moráris? [3], o que esperas? Peçamos à Virgem Maria e a S. José que tenhamos a permanente urgência de estar com Cristo, de O procurar.

Hoje, dia 1 de janeiro, celebramos a Solenidade da Mãe de Deus, que o Senhor nos deu como nossa Mãe. Ela é o caminho escolhido por Deus Pai para que o Seu Filho unigénito se fizesse homem, por obra do Espírito Santo. A Maria se dirige também a nossa gratidão. Agradecemos-lhe porque, com a sua resposta no momento da Anunciação e com a sua forte e silenciosa presença ao pé da Cruz, nos abriu o caminho da filiação divina. Com palavras de S. Josemaria, dizemos-lhe: Ó Mãe, Mãe! Com essa tua palavra  "fiat" , tornaste-nos irmãos de Deus e herdeiros da Sua glória. Bendita sejas! [4].

[1] S. Josemaria, Cristo que passa, n. 22.
[2]. Missal Romano, 24 de dezembro, Coleta.
[3]. At 22, 16.
[4]. S. Josemaria, Caminho, n. 512.

(D. Javier Echevarría na carta do mês de janeiro de 2015)
© Prælatura Sanctæ Crucis et Operis Dei

Sem comentários: